Finalidade deste Blog

Olá, seja muito bem-vindo ao meu blog. Nele você encontrará textos de vários autores, inclusive o meu, é claro. Decidi fazer este blog para expressar meus pensamentos e minhas quimeras. Também estarei compartilhando mensagens bíblicas em texto e audio. Meu desejo é que você seja edificado. Então, deixe seu comentário e vejamos como nos edificaremos.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

A Unidade Cristã sob a Perspectiva Bíblica


Acampamento UMP - Primeirona
Carnaval de 2012
17-21 de fevereiro de 2012
Todos por um - Jo 17:21
Textos: “a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.” Cf. “Pai santo, guarda-os em teu nome, que me deste, para que eles sejam um, assim como nós.” v. 11
A Unidade Cristã sob a Perspectiva Bíblica
Vivemos num mundo múltiplo, plural, diversificado...
Desde tempos remotos a pluralidade esteve presente na humanidade.
Quando olhamos os povos, as nações, as culturas e seus costumes percebemos o quão diversificado é o mundo desde que ele é mundo. (música, sistema político, dança, comida e etc.)
Quando olhamos para a natureza, seus reinos animal, vegetal e mineral (pedra, ferro, cobre, ouro), também percebemos a criatividade e diversidade em tudo que nos cerca.
São texturas, aromas, sabores, cores, sons, luzes, pessoas, climas, símbolos, sentidos, valores, princípios e experiências que  adicionam, extraem, locam, deslocam, formam, disformam e conformam nossos comportamentos, caráter e até mesmo nossa identidade.
É um mundo multidiversificado e pluralista em todas as dimensões, esferas e culturas.
Todavia, apesar de tanta grandeza e diversificação, continua sendo UM mundo. 
“Tudo em um só, tudo combinado em um”, ou seja, Universo. 
E mesmo que existam teorias de multiversos, mesmo depois que algum dia isso venha a ser provado, acabaremos por englobar os multiversos num novo Universo.
É, portanto, um tremendo desafio pensar em unidade num ambiente tão diversificado como o que vivemos.
Maior desafio ainda é tentar viver uma unidade em nosso meio sem que se estabeleça critérios que de alguma forma excluem ou constrangem pessoas diferentes da nossa cultura.
A fim de enfrentar esse desafio, precisamos de, no mínimo, contrastar duas palavras importantes na nossa reflexão sobre o tema.

Tratam-se de Unidade e Uniformidade

Unidade
Uniformidade
  • Qualidade de ser único

  • Qualidade de ter a mesma forma

  • Qualidade de estar em união para existir

  • Qualidade de se ter a mesma forma para existir

  • Qualidade do que não pode ser dividido sob pena de perder a essência

  • Qualidade de manter a forma mesmo estando sozinho

  • Dinâmica, flexível 

  • Estática, inflexível 

  • Variável

  • Monótona

  • Aceita variedade de formas e até de substâncias (silicone, prótese) desde que mantenha a mesma essência, propósito e natureza da unidade

  • Rejeita qualquer forma que seja diferente da estabelecida, imposta, obrigada

A unidade que buscamos entender e viver aqui neste acampamento é a unidade cristã que tem todas as qualidades e descrições que acabamos de ver no quadro acima. Contudo, ela vai mais além. Sua essência, propósito e natureza excedem o que comumente conhecemos como unidade em qualquer grupo distinto da Palavra de Deus. Ou seja, unidade que não seja cristã, pode ter todos os atributos, características e descrições que acabamos de ver, todavia, a unidade cristã é superior num elemento especial, a saber, ela é estabelecida, conduzida, aperfeiçoada e preservada por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. 
Este elemento é superior pela sua transcendência e imanência. Jesus Cristo, o Senhor, é Deus acima de todo ser e ainda é Deus conosco. Está assentado num trono de glória à direita do Pai governando o universo e ainda faz morada no coração de quem foi selado pelo Espírito Santo de Deus para salvação e comunhão com Deus.
É dessa forma, portanto, que vamos abordar o tema proposto: 
A Unidade Cristã sob a Perspectiva Bíblica
  • As bases da Unidade Cristã sob a Perspectiva Bíblica
    1. É fundamentada em primeiro lugar em Cristo (humilhação X promoção, mansidão X arrogância)
    2. É vinculada pelo Espírito Santo (comunhão X divisão, consolação X opressão)
    3. É conservada pelo Pai (amor X dogma, propósito X movimento)
  • O alcance da Unidade Cristã sob a Perspectiva Bíblica
    1. Interna (Jerusalém)
    2. Externa Primária (Judeia)
    3. Externa Secundária (Samaria)
  • O ambiente da Unidade Cristã sob a Perspectiva Bíblica
    1. Destituído de preconceito
    2. Agregador
    3. Proporciona amadurecimento
    4. Desenvolve talentos e dons
    5. Oferece cuidado uns com os outros
    6. Respeita as diferenças uns dos outros
    7. Superação 
    8. Perdão
    9. Multiplicador 
  • O resultado da Unidade Cristã sob a Perspectiva Bíblica
    1. Cura (Sl 133)
    2. Testemunho (“para que o mundo creia” Jo 17:21; “nisto conhecerão que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” Jo 13:34)
    3. Santidade (“aperfeiçoados” Jo 17:23)
    4. Prosperidade (“para seu bem e bem de seus filhos” Jr 32:39)
    5. Adoração (“para que concordemente e a uma voz glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.” Rm 15:6)
    6. Presença (2 Corinthians 13:11 “Quanto ao mais, irmãos, adeus! Aperfeiçoai-vos, consolai-vos, sede do mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz estará convosco.”)

    quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

    O diabo e seu ofício

    Desde nosso primeiro contato com a Palavra de Deus temos conhecimento do versículo que se encontra em Jo 10:10, a saber, "O ladrão [diabo] vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim [disse Jesus] para que tenham vida e a tenham em abundância."

    Chamo o ladrão de diabo porque é bem o que ele saber fazer. No contexto, o ladrão é aquele que tenta levar as ovelhas de Jesus por um caminho diferente do apresentado por Jesus. Ora, isso é tarefa do diabo, mas o pior é que tem gente que quer fazer seu oficio.

    Pois bem, uma vez qualificado o coisa ruim, é interessante notar Jesus colocar numa mesma frase duas coisas tão opostas e distantes uma da outra. Morte, roubo e destruição em nada combinam com a vida em abundância que Jesus tem para nos dar em Seu nome.

    É interessante, também, notar que Jesus vence o tríplice oficio do diabo com apenas um golpe: "VIDA ABUNDANTE".

    Vida Abundante é suficiente para malograr os desígnios do diabo. Vida abundante é suficiente para vivermos a vitória sobre todas as mentiras, invenções, arquitetações, maquinações e malignidades do inferno que são muitas vezes sutilmente inseridas em nosso meio para de alguma forma tentar embaçar nossa caminhada com a GRAÇA de Deus rumo a vida a ser vivenciada abundantemente.

    Vida Abundante é forte o suficiente para resistir o diabo para ele fugir de nós. É regada pela GRAÇA de Deus o suficiente para percebemos que somos o que somos somente pela GRAÇA. E o diabo, impedido de viver pela GRAÇA, cai em desGRAÇA com seus intentos mal sucedidos.

    Vida Abundante é regada pela misericordia de Deus TODOS OS DIAS. Pois, só sendo diabo para achar que Deus iria deixar de completar a boa obra que Ele mesmo começou e que Ele mesmo irá terminar em nós.

    Vida Abundante é manifestada em SANTIDADE aplicada, desenvolvida, aperfeiçoada e conservada pelo Deus Triuno. Só o diabo mesmo para achar que SANTIDADE é um código de valores morais humanos e injustificados com os trapos de imundícia da natureza humana. SANTIDADE é ser separado para Deus, por Deus e ser preservado em Deus que ao Seu tempo, propósito e metodologia disciplina, cuida, fere, sara, humilha e honra Seus filhos para serem santos como Ele é SANTO. Só sendo mesmo o diabo para pensar que SANTIDADE é um amontoado de comportamentos regidos pela cabeça de quem sequer consegue cumprir o que exige dos outros e achar que ele é o instrumento da santificação. Só o diabo mesmo...

    Por isso, e muito mais, eu convido você, caro leitor, a viver a Vida Abundante que Jesus nos oferece em Seu nome. Viva-a com intensidade, mergulhando seu ser na imensidão do Espírito Santo, banqueteando-se com o alimento divino, que é a Palavra de Deus, cheia de prazeres que o mundo é incapaz de oferecer, vivendo em intimidade com Deus por meio da oração e comunhão a fim de enraivecer o diabo, que apesar de ser uma Besta, sabe cumprir seu papel de matar, roubar e destruir. Só mesmo sendo um diabo para deixar de viver a Vida que Jesus dá. 

    Como eu não sou o diabo, quero mais é viver o que Deus tem para mim do que querer fazer as vezes do tinhoso. E você, o que fará?

    Grande abraço,
    Marcelo Morais.