Finalidade deste Blog

Olá, seja muito bem-vindo ao meu blog. Nele você encontrará textos de vários autores, inclusive o meu, é claro. Decidi fazer este blog para expressar meus pensamentos e minhas quimeras. Também estarei compartilhando mensagens bíblicas em texto e audio. Meu desejo é que você seja edificado. Então, deixe seu comentário e vejamos como nos edificaremos.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Contemplação

Salmo 8:1, 3-5
Ó SENHOR, Senhor nosso,
quão magnífico em toda a terra é o teu nome!
Pois expuseste nos céus a tua majestade.
[...] Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos,
e a lua e as estrelas que estabeleceste,
que é o homem, que dele te lembres?
E o filho do homem, que o visites?
Fizeste-o, no entanto, por um pouco, menor do que Deus
e de glória e de honra o coroaste.


Dizem que o céu de Brasília é lindo como poucos. Se a comparação procede, é difícil dizer. Mas, sim, o céu de Brasília é lindo mesmo.

Porém, vivemos uma vida tão cheia de afazeres. A urbanIzação e os perigos dela decorrentes. A correria metropolitana e o  avanço tecnológico, tudo isso, tem tirado de nós o prazer ou a oportunidade de contemplar a criação do Senhor e ficar magnificado com a grandiosidade do Todo Poderoso.

Tempo de oração parece ser uma proposta utópica ou alienante. Prazer em adorar ao Senhor com cânticos parece ser prática inculta. Contemplar a criação é para desocupados. Enfim, estamos sem tempo ou sem entendimento para as práticas devocionais.

Devoção? Até mesmo isso perdeu seu sentido. Dedicação íntima às práticas que nos levam à comunhão e intimidade com o Senhor.

O Espírito Santo levantou o salmista para registrar a experiência da sua contemplação como forma de nos incentivar à alegria de uma vida contemplativa.

Em primeiro lugar a capacidade de se maravilhar com a grandiosidade de Deus. 

Ficamos perplexos com vídeos extraordinários. Indignados com injustiça e opressão. Surpresos com acontecimentos inusitados. 

Porém, nada disso alimenta nossa carência da Glória de Deus. 

Precisamos nos maravilhar. Necessitamos de algo glorioso e altaneiro. Carecemos de algo celestial. 

Ao contemplarmos a majestade de Deus exposta diante de nossos olhos, somos arrebatados pelo Espírito Santo e o nosso coração e espírito se enchem de alegria com a Glória de Deus.

Em segundo lugar, o salmista percebeu seu valor intrínseco diante da obra de Deus.

Quando nos aproximamos de Deus, somos convencidos pelo Espírito Santo de que somos amados pelo Senhor.

Quando estamos na presença de Deus, somos estimados como filhos do Altíssimo.

A baixa autoestima deixa lugar para o amor do Eterno. O sentimento de desprezo, cede ao apreço do Senhor em encher o nosso cálice para continuarmos em Sua presença.

O choro vai embora, o cântico enche nossos lábios. Cantamos, oramos, adoramos, amamos a Deus.

Assim é uma vida contemplativa. 

Assim é uma vida que eu desejo viver.

Em Cristo,
Marcelo Morais

Nenhum comentário: