Finalidade deste Blog

Olá, seja muito bem-vindo ao meu blog. Nele você encontrará textos de vários autores, inclusive o meu, é claro. Decidi fazer este blog para expressar meus pensamentos e minhas quimeras. Também estarei compartilhando mensagens bíblicas em texto e audio. Meu desejo é que você seja edificado. Então, deixe seu comentário e vejamos como nos edificaremos.

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Quando a tristeza parece não ter fim, clame a Deus


Salmo 6:1-7

​"1 SENHOR, não me repreendas na tua ira,
nem me castigues no teu furor.
2 Tem compaixão de mim, SENHOR, porque eu me sinto debilitado;
sara-me, SENHOR, porque os meus ossos estão abalados.
3 Também a minha alma está profundamente perturbada;
mas tu, SENHOR, até quando?
4 Volta-te, SENHOR, e livra a minha alma;
salva-me por tua graça.
5 Pois, na morte, não há recordação de ti;
no sepulcro, quem te dará louvor?
6 Estou cansado de tanto gemer;
todas as noites faço nadar o meu leito,
de minhas lágrimas o alago.
7 Meus olhos, de mágoa, se acham amortecidos,
envelhecem por causa de todos os meus adversários."


Tristeza e abatimento são sentimentos que assolam o espírito humano.

Quando vêm por alguma razão justificável e por pouco tempo entende-se como normal ou pelo menos parece razoável.

Quando, porém, esse sofrimento se instala por um tempo maior, aí temos um problema.

Pode-se buscar força humana para resolver os problemas. 

Força na ciência. 
Força na tecnologia. 
Força na economia.

Enfim, pode-se buscar tantas outras opções, mas em qualquer situação, entretanto, uma só é a atitude necessária para obter a vitória, clamar a Deus. 

Buscar em Deus a sua vitória. Mesmo que ela venha por meio da força humana, melhora na economia, avanço da tecnologia ou pelo conhecimento científico. 

Em tudo, porém, é a Deus que se deve buscar em primeiro lugar.

O salmista clama por misericórdia a Deus para se ver livre do sofrimento causado pelos seus inimigos. 

O livramento vem de várias maneiras. Neste caso, vejamos o que aconteceu:

1° O salmista recebeu forças do Senhor para se posicionar perante os seus inimigos:
v. 8 Afastem-se de mim
todos vocês que praticam o mal,
porque o Senhor ouviu o meu choro.

Embora o sofrimento seja intenso, a dor imensurável, o desespero latente e fiquemos desorientados frente aos problemas enfrentados diante dos inimigos, quando clamamos a Deus recebemos forças para enfrentarmos e nos posicionarmos diante dos nossos inimigos.

O salmista lançou uma palavra. O salmista ordenou seus inimigos: “afastem-se”

Pare de namorar a tristeza!
Pare de se amarrar ao pecado!
Pare de ficar refém das circunstâncias!

Clame a Deus e receba dEle forças para enfrentar seus inimigos!

2° O salmista percebeu que o Senhor ouviu o seu clamor:
v. 9 O Senhor ouviu a minha súplica;
o Senhor aceitou a minha oração.

A dor e o sofrimento insistem em anestesiar nossas percepções.

Cauterizam nossos sentimentos para a doçura e leveza quem vem de Deus.

Cegam nossa visão para a luz que ilumina nossa existência.

Fazem barulho para distrair nossa atenção ao sussurro do Espírito Santo que nos fala ao coração: “Eu ouço o seu clamor, estou atento para o seu viver e por fim você verá a Glória de Deus”

Quando clamamos insistentemente a Deus, deixamos de pensar que fomos abandonados, que somos desprezados por Deus, que nossas vidas não têm valor para Deus…

Quando clamamos a Deus, somos acometidos da ação extraordinária de Deus ministrando em nossos corações fé, confiança, discernimento de que Ele, o Senhor, ouve nossas orações, escuta nosso clamor.

Estamos com Deus! Deus está conosco!
Por isso, Ele nos ouve, aleluia.


3° O salmista creu que a vitória seria entregue a ele:
v. 10 Serão humilhados e aterrorizados
todos os meus inimigos;
frustrados, recuarão de repente.


Serão… O verbo está no futuro.

Ainda que tudo pareça a mesma coisa.

Ainda que os inimigos estejam acampados.

Ainda que as árvores estejam sem frutos.

Ainda que a crise esteja instalada.

Eles serão…

Serão humilhados e aterrorizados…
Serão frustrados…
Recuarão de repente…
De repente!

Sem ter aviso prévio.

Sem a necessidade de uma melhora paulatina.

Sem indicações de vitória.

De repente, a vitória chegará pelo poder de Deus.

E tudo começou quando houve um clamor a Deus!

Creiamos que pelo clamor, podemos nos aproximar da Palavra, que nos aproxima de Deus pela fé, que nos leva a viver pela fé, que nos entrega, pela fé, a vitória em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Amém.

Em Cristo,
Marcelo Morais

Nenhum comentário: