Finalidade deste Blog

Olá, seja muito bem-vindo ao meu blog. Nele você encontrará textos de vários autores, inclusive o meu, é claro. Decidi fazer este blog para expressar meus pensamentos e minhas quimeras. Também estarei compartilhando mensagens bíblicas em texto e audio. Meu desejo é que você seja edificado. Então, deixe seu comentário e vejamos como nos edificaremos.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

A Escolha de Maria

Texto: Lc 10:38-42
“Indo eles de caminho, entrou Jesus num povoado. E certa mulher, chamada Marta, hospedou-o na sua casa. Tinha ela uma irmã, chamada Maria, e esta quedava-se assentada aos pés do Senhor a ouvir-lhe os ensinamentos. Marta agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços. Então, se aproximou de Jesus e disse: Senhor, não te importas de que minha irmã tenha deixado que eu fique a servir sozinha? Ordena-lhe, pois, que venha ajudar-me. Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.”


Em 1983 Meryl Streep venceu o Oscar na categoria de melhor atriz interpretando Sofia, uma polonesa forçada por um soldado nazista a escolher um de seus dois filhos para ser morto a fim de continuar sobrevivendo com o outro. Caso se negasse a escolher um, o soldado mataria os dois filhos. A trama tornou-se em exemplo de impasse, dilema a ser resolvido e consequências das escolhas feitas na vida.

No texto que lemos Jesus nos ensina que Maria fez uma boa escolha. A melhor escolha. Sabemos que existe uma tensão entre a Soberania Divina e a Responsabilidade Humana e que ambas verdades são ensinadas e legitimadas na Palavra de Deus.

De acordo com a Bíblia, Deus é o Soberano e Todo Poderoso que governa o universo com cetro de justiça e nos escolhe para sermos dEle em amor e graça. Todavia, o homem também é responsável pelas escolhas que faz e delas prestará conta diante de Deus.

Dessa forma, temos uma grande oportunidade e responsabilidade diante de Deus e dos homens. Oportunidade de expressar a grandeza de Deus, sua Soberania, Amor e Graça pela Salvação em Cristo Jesus e por isso ter sido iniciativa, capacitação e habilitação do próprio Deus. Responsabilidade de viver em conformidade com este Evangelho para Glória de Deus, expressando que Ele é Santo, Santo, Santo e que pelo Seu Espírito somos povo que vive em santidade de vida fazendo escolhas que edificam nossas vidas, do próximo, da Igreja, da sociedade, da natureza, do mundo.

Assim, desejo abordar neste post algumas lições que podemos extrair do texto bíblico que nos mostra a escolha de Maria e suas aplicações em nossas vidas e particularmente na minha vida.

1 - Eu escolho ouvir mais a Deus em vez de perder tempo em tarefas desnecessárias - vv. 39 e 42

Observe que as tarefas de Marta tem relevância e são até pertinentes, todavia, naquele momento eram desnecessárias. De igual modo nos pegamos em tarefas que nos roubam um tempo precioso de intimidade, comunhão e aprendizado da Palavra de Deus. Atividades que nos cansam demais para estarmos dispostos num domingo pela manhã a fim de aproveitarmos um momento oportuno para o aprendizado da Palavra. Atividades que nos tiram a concentração, nos levam a pensamentos dispersos, preocupações excessivas em momentos em que devemos prestar mais atenção à leitura bíblica ou à mensagem que está sendo pregada. Portanto, eu escolho ouvir mais a Deus do que me perder em tarefas desnecessárias. Escolho isso procurando ser mais assíduo nos cultos e aulas da Escola Dominical da minha Igreja, procurando ler mais e assistir menos televisão, ler mais a Bíblia em vez de livros, revistas e sites. Enfim, tudo que me levar a ouvir mais a Palavra de Deus eu quero fazer uma escolha em direção à esta tarefa, atividade ou simplesmente ter prazer de ouvir a Deus numa mensagem pregada, cantada ou lida, pois de tarefas desnecessárias e inoportunas eu estou cansado.

2 - Eu escolho livrar-me da ansiedade e perturbação por meio da oração - vv. 40-41 e contexto bíblico posterior.

Oração é uma das práticas devocionais mais mal compreendidas no meio cristão. Oração com repetição infinita, para fins impróprios, em nome de quem não tem autoridade e poder para responder, direcionada para quem está impedido de ver, ouvir ou saber o que se ora, são apenas alguns exemplos de equívocos quanto a oração que a Bíblia registra para nossa orientação e ensino. Muita gente ora listando uma série de necessidades, angustias e aflições para Deus. Mas, na maioria da vezes, o coração continua angustiado, aflito e a necessidade ou é suprida ou é deixada de lado para dar lugar a outra necessidade. Maria se prostrou aos pés de Jesus para ouvir seus ensinamentos. Penso que essa seja uma ótima ilustração para oração. Buscar saber o que Jesus está nos ensinando em meio a caminhada da vida. Oração busca a orientação de Deus para nossas vidas. Busca saber se é para fazer algo ou se não. Se levanta a tenda e caminha ou se refugia no esconderijo do Altíssimo. Se ataca o exército inimigo ou se espera Deus mover céus e terra para desbaratar os opressores. Oração busca a vontade de Deus e impede que nossas emoções abaladas nos enganem com supostas respostas amparadas em interpretações equivocadas da Palavra. Dessa forma, eu escolho orar mais. Orar para que a ansiedade e preocupação sejam dispersadas pela consciência da vontade de Deus revelada na Palavra de Deus e aplicada pelo Espírito Santo em meu coração. Orar para que se o problema, angustia ou seja lá o que for insistir em ficar no meu caminho, eu fique tranquilo, calmo, sereno diante de Deus sabendo que mesmo que um espinho fique em minha carne a Sua Graça, maravilhosa Graça, consoladora Graça me baste, ainda que em momentos de fraqueza e abalo eu venha a chorar ou me entristecer, mas com fé e confiança de que em momentos assim o Senhor me levantará. Assim, eu escolho orar mais.

3 - Eu escolho investir mais em evangelização - contexto bíblico anterior

A vida que o Senhor Jesus Cristo nos dá é maravilhosa, eterna e abundante. Como é bom saber que há festa nos céus quando um escolhido de Deus é chegado em Sua presença em nosso tempo e no exercício do nosso ministério. É uma alegria indizível. Uma satisfação enorme. Um sentimento de estar experimentando a Palavra de Deus de uma forma especial. Na Bíblia é comparado ao dar a luz um filho. Penso, e já experimentei isso, que quando se trata de um parente, um familiar, um amigo especial ou alguém com quem nos importamos muito a alegria é mais intensa e superior, pois trata-se de pessoas que amamos muito. Dessa forma, eu escolho investir mais em evangelização. Quero poder ver mais pessoas vivendo o que Deus tem ministrado em meu coração aqui na Igreja e em Sua presença. Tenho ainda muitos familiares e parentes os quais desejo que sejam arrebatados pelo amor do Senhor e sejam chamados pelo Espírito Santo para serem dEle. Gostaria de ver amigos meus sendo edificados com pessoas que amam a Deus e buscam viver Sua vontade. Assim, escolho investir mais em atividades de evangelização, a viver um estilo de vida que facilita ou promove a evangelização no contexto familiar, doméstico, acadêmico ou profissional. Escolho apoiar e viver com departamentos e sociedades internas que buscam apresentar o Evangelho do Senhor Jesus as pessoas que ainda não foram tocadas pelo Espírito Santo para conversão. Escolho viver mais intensamente meu grupo familiar que lidero com minha esposa em casa. Escolho abrir outros grupos familiares com outras pessoas. Quero multiplicar esta estratégia com irmãos e irmãs que entendem que se trata de algo abençoado por Deus, amparado nas Escrituras, apoiado pela Igreja e legitimado pelo Espírito Santo quando tudo é feito de acordo e em fidelidade com a Palavra do Senhor. Escolho, como já havia escolho há muito tempo, entender que o resultado pertence ao Senhor, mas que eu sou imensamente grato a Ele por me permitir participar em minha geração e enquanto tenho forças e fôlego de vida do ministério glorioso de anunciar Seu Evangelho de Salvação em Cristo Jesus.

4 - Eu escolho adorar mais do que murmurar - contexto bíblico anterior 

Insatisfação e ambição, adequadamente vividos, são instrumentos que nos fazem crescer e buscar melhorias de vida, profissão, relacionamentos e tudo o mais que pode ser melhorado. Já a murmuração é uma praga. Ela não busca melhorias, mas só murmurar, reclamar, chatear, perturbar a paz e frustrar todo empreendimento que alguém apresenta. Murmurar azeda a alma da pessoa que murmura e contamina quem ouve. Produz abatimento coletivo. Tristeza generalizada. Parece que nada nem ninguém tem algo que se possa relevar, admirar, se alegrar ou enaltecer. Tudo é cinza, opaco, sem graça, triste. É deprimente a murmuração. Murmuração, ao meu ver, é uma inabilidade de ver as coisas do ponto de vista positivo, extrair ensinamentos de quaisquer experiências e de buscar soluções que devem ser apresentadas com sabedoria, discernimento e sensatez. O contrário de murmuração não é alienação, deixar de ver as coisas erradas e se pronunciar acerca delas. Alienação é igualmente péssimo para o ser humano. Não é também fazer vistas grossas com os acontecimentos ao nosso redor. Isso é desfaçatez, mediocridade, obviamente péssimo para qualquer pessoa. Mas, o que será o contrário de murmuração? Na Web achei o sinônimo para murmuração que me chamou a atenção. Trata-se da palavra “deslouvor”. Deixar de louvar ou “louvar ao contrário”. Bem, para um bom cristão que é o meu leitor que está até aqui acompanhando meu texto, você já pegou o sentido contrário da murmuração. Sim, é adoração, louvor, exaltação ao Senhor. Também já sabe que eu escolho adorar e louvar a Deus por todas as coisas em minha vida. Sou grato a Deus por tudo, absolutamente tudo, o que Ele me faz viver. Sei que tenho responsabilidades, erros cometidos, pecados praticados e por isso tudo o Senhor vai me disciplinando, corrigindo e , especialmente, me amando. Por isso, eu escolho adora, pois em tudo que vivo vejo e experimento o amor de Deus sobre minha vida. O Senhor me amou primeiro e hoje eu posso responder o Seu amor com o amor que Ele mesmo colocou e ministrou em meu coração. Por isso, eu escolho adorar a Deus por tudo.
Concluo aqui este post dizendo que essas foram minhas escolhas diante do que li e aprendi lendo o texto que trata da escolha de Maria. É claro que todas elas, minhas escolhas, são fruto de uma ministração especial em minha vida pelo Espírito Santo e que Ele coloca em meu ser tanto o querer como o realizar. Todavia, sei que se alguma falha cometer, algum pecado praticar e erro viver a responsabilidade será minha. Sei, também, que se em tudo isso algo vier a ser bom e agradável, edificante e gracioso, quero desde já atribuir honra e glória a Deus. Somente a Ele toda a Glória e todo o Louvor. Afinal, Ele é o Rei da Glória.

E se você de alguma maneira foi incentivado a fazer suas próprias escolhas, que Deus o ilumine para na sua caminhada e jornada com o Senhor  e que você tenha bem aventurança. 

Obrigado pela leitura,
Deus continue a lhe abençoar.
Marcelo

Um comentário:

Madalena disse...

Toda escolha pressupõe uma renuncia, e um dia eu escolhi renunciar a algumas "coisas deste mundo", tenho que confessar que a mudança se deu meio que em doses homeopáticas, mas a cada dia eu me sentia cada vez melhor. Muitas vezes ouvi de você que a Fé se desenvolve pelo ouvir e isso passou a fazer parte da minha vida, então posso crer que escolhi ouvir a Palavra de Deus. Quanto a oração, quanta dificuldade (penso que para mim foi o mais dificil)e hoje já não preocupa mais a forma, mas o conteúdo, sempre "despejo" as coisas que vem ao meu coração, e sabe, tem dado certo. Nesse ponto tambem tenho que afirmar, orar é tudo de bom. Evangelizar, creio que nossas escolhas e comportamento são imprescindiveis para que as pessoas prestem atenção no que acontece com aqueles que "aceitam" a Jesus, olha essa é uma bela maneira de evangelizar. Adorar, sempre, em qualquer lugar, somente à Ele seja dada a Glória. Sabe Pastor, eu estou muito aquém do que gostaria, pois ora sou Marta,ora sou Maria. DE uma coisa porem tenho certeza, eu escolhi ser obediente, e procuro fazer isso de todo o coração.
Obrigada por postar coisas tão legais, eu estou sempre ligada no seu Blog. Fique com Deus, e não esqueça, Deus te deu um Dom, o de atingir o coração das pessoas. Beijo para a familia e não se esqueça de nós. Madalena.