Finalidade deste Blog

Olá, seja muito bem-vindo ao meu blog. Nele você encontrará textos de vários autores, inclusive o meu, é claro. Decidi fazer este blog para expressar meus pensamentos e minhas quimeras. Também estarei compartilhando mensagens bíblicas em texto e audio. Meu desejo é que você seja edificado. Então, deixe seu comentário e vejamos como nos edificaremos.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

O Custo do Discipulado

Texto: Lucas 9:23-26
Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.  Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará.  Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder-se ou a causar dano a si mesmo?  Porque qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do Homem, quando vier na sua glória e na do Pai e dos santos anjos.

De todas as religiões do mundo o cristianismo se destaca pela sua singularidade de oferecer a salvação pela fé em Cristo Jesus tão somente pela graça de Deus. Os vários –ismos das religiões ora exigem flagelos, boas obras, conhecimento intelectual, cumprimento de ordenanças e preceitos humanos, ora exigem adoração e entrega de seu caminho à deuses que nada podem fazer para salvar a humanidade. É a incompetência da religião.
Religião vem do latim religare. Significa, basicamente, a tentativa do homem de se religar, reconectar, com o divino, com o eterno, com o transcendente ou com Deus. Todavia, o máximo que a religião pode proporcionar é uma experiência mística sem garantia de salvação, pois esta, somente será possível pela fé em Cristo Jesus, e isso não vem do homem ou de suas obras, mas de Deus. Pela graça é que somos salvos.
Porém, o cristianismo tem sido apresentado por pessoas que estão deixando a desejar quanto à proposta integral de Jesus Cristo. Alguns apegam-se somente à graça e se esquecem do discipulado que Jesus indicou como propósito de vida do cristão. O Espírito Santo inspirou o apóstolo Paulo para indicar essa verdade, observe: “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” (Romanos 8:29). Sermos à imagem de Jesus. Este é o propósito da graça que nos alcançou para salvação e nos tornar discípulos de Jesus. O próprio apóstolo Paulo, pelo Espírito Santo, falou que essa graça de Deus não havia se tornado vã em sua vida, antes ela havia capacitado o apóstolo a se tornar um discípulo do Mestre (1Co 15:10).
Paulo também orientou as igrejas que fossem atentas ao propósito da graça de Deus. “Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele, nele radicados, e edificados, e confirmados na fé, tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças.” (Colossensses 2:6-7). Essas e tantas outras passagens das Escrituras indicam que os discípulos de Jesus seguiam o Mestre e orientavam os outros a seguirem do mesmo modo tornando-se, também, discípulos de Jesus.
Recentemente John Stott em, segundo ele, seu último livro - “O Discípulo Radical”, apresenta oito características que o discípulo de Cristo deve ter para que sua vida seja enraizada em Cristo, tornando-se, assim, um discípulo radical. As características, por John Stott, são: Inconformismo, Semelhança de Cristo, Maturidade, Cuidado com a Criação, Simplicidade, Equilíbrio, Dependência e Morte. Vale a leitura do livro, pois além de muito edificante e emocionante, é pertinente ao verdadeiro cristianismo apresentado tanto pelas Escrituras quanto pelos verdadeiros servos de Deus.
Qual é portanto o custo do discipulado cristão? Digo custo, não para anular a graça, que é de graça, mas, para lembrar-nos das palavras de Jesus em Lucas 9, o texto supracitado. “Cada um pegue a sua cruz e siga-me...”. Ora, vida cristã exige compromisso, cruz, força de vontade e orientação constante do Espírito Santo para na força do Seu poder e pelos Seus méritos, sejamos o que Deus quer sejamos, ou seja, discípulos. Creio na salvação pela graça de Deus. Creio também no propósito da salvação pela graça, conforme Efésios 2:10, que nos apresenta: “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.” Portanto, creio que ser discípulo de Jesus Cristo tem um custo. Este custo envolve pelo menos três áreas da vida cristã, são elas:

1. Dieta Estimulante
Chamo de dieta estimulante a área da vida cristã na qual o discípulo de Jesus ira se alimentar  para fortalecer sua vida em todas as esferas, a saber, espiritual, intelectual e material. Arte, cultura, literatura, poesia, cinema, pintura, música, contemplação da natureza e tantas outras formas de apreciar o que é belo e bom para a mente do ser humano deve ser cultivado pelo discípulo de Cristo. Sentimentos como amor, compaixão, altruísmo, misericórdia e outros devem alimentar seu coração, sua alma. A Palavra de Deus, sobretudo, deve alimentar o espírito do discípulo de Cristo. Leitura bíblica regular, meditação no texto lido, reflexão e aplicação da Palavra unida à oração constante, regular e perseverante fazem parte da Dieta Estimulante que aplicada pela obra do Espírito Santo fortalece àquele que recebeu a graça salvífica em Cristo Jesus tornando-o em discípulo do Mestre.

2.       Atitudes Edificantes
A vida do ser humano é um processo contínuo de crescimento em todas as áreas, especialmente no que se refere ao relacionamento. O ser humano precisa desenvolver atitudes edificantes para consigo mesmo a fim de possuir boa saúde, conhecimento para viver e ser produtivo, ter prosperidade e sucesso em todas as esferas da vida.
Precisa também desenvolver atitudes edificantes para com o próximo para fugir da inclinação natural de se tornar egoísta com as pessoas, por isso, deve ser intencional para ajudar ao próximo, estendendo a mão, sendo solidário, misericordioso, honesto, respeitoso, tolerante com a deficiência alheia e tantas outras atitudes movidas pelo bom-senso, conhecimento bíblico e piedade.
Além de desenvolver atitudes edificantes consigo mesmo e com o próximo, o discipulado exige o custo de desenvolver atitudes edificantes para com a comunidade em geral. Buscar o bem-estar da comunidade pode ser um custo alto, mas certamente, irá construir relacionamentos marcados pelo amor fraternal e Deus será glorificado na comunidade onde o discípulo de Jesus está sendo usado por Ele.

3.       Frutificação abundante
Entendo que a Bíblia nos apresenta pelo menos duas áreas nas quais devemos apresentar nossos frutos da ação da graça de Deus em nossas vidas.
Primeiro ela nos ensina que devemos ter o fruto do Espírito, que é demonstrado por amor, paciência, paz, bondade, alegria, mansidão e etc. Este fruto é apresentado pelo nosso testemunho cristão. Nossas atitudes diante dos familiares, colegas de estudo, de trabalho e vizinhos. Ao apresentar o fruto do Espírito, estamos dando testemunho do discipulado cristão. Estamos demonstrando às pessoas que somos discípulos de Jesus Cristo.
Em segundo lugar devemos frutificar diante de Deus com a apresentação de pessoas que por meio de nós foram alcançadas pela ação do Espírito Santo. Somos ramos enxertados na videira verdadeira, que é Jesus Cristo, portanto, devemos dar frutos. Estas são as pessoas que recebem de nós o anúncio do Reino de Deus, creem em Jesus por obra do Espírito Santo, são por nós cuidadas na família de Deus e inseridos na dinâmica sócio-espiritual que vivemos da Igreja do Senhor.
A frutificação abundante é, de certa forma, resultado da dieta estimulante e das atitudes edificantes unidas à aplicação, capacitação e ministração do Espírito Santo que produz em nós um caráter conforme à imagem de Jesus e efetua em nós tanto o querer quanto o realizar. Também, os frutos, que são as pessoas, são resultado da ação graciosa de Deus em salvar seus escolhidos. Todavia, somos de Deus cooperadores nesta misteriosa obra de frutificação.

Concluo esta reflexão considerando que o custo do discipulado deve ser observado pelos verdadeiros cristãos, àqueles que à exemplo do apóstolo Paulo, não tornam a graça de Deus vã em suas vidas, mas se alimentam com a Verdade, possuem atitudes edificantes frutificando para a glória de Deus.
Amém.
Marcelo Oliveira Morais

2 comentários:

Miriam Marta disse...

Parabéns por essa palavra, que tenho convicção que veio do Espírito Santo. Deus continue iluminando você, dando sabedoria vinda do alto e tudo mais que necessitar, para cumprir o que o Senhor almeja através da sua vida. Conte comigo filho...♥

Anônimo disse...

Pastor Marcelo,

Parabéns pelo blog e pela mensagem, ela é realmente edificadora em nossas vidas. Agradeço a Deus por ter convivido um tempo com o Senhor, em ambiente celular,quando fui muito edificado e certamente tive minha vida cristã transformada.
Minha célula está ótima e hoje o Robson, após algumas separações e reconciliações, é meu discípulo e está fazendo o discipulado avançado em nossa Igreja.
Sempre que possível visitarei o seu blog. Meus cumprimentos para a Sheila e para o Pedro. Estamos com saudade,

Abraços,

Carlos Henrique (Sorocaba)